Arrow BackVoltar

Dupla jornada das mulheres: home office, casa e filhos em meio a quarentena.

áudio
CalendárioElipse

200 VIEWS

2 COMENTÁRIOS

Não é de hoje que as mulheres são socialmente responsabilizadas pelas tarefas domésticas, como os cuidados com a casa, alimentação, compras e cuidados com os filhos. Mas agora, com a quarentena gerada pela crise pandêmica que estamos enfrentando, a situação pode vir a piorar muito e sobrecarregar ainda mais as mulheres que precisam conciliar a vida pessoal com o home office.

Com toda a família em casa por 24 horas por dia e 7 dias por semana, as tarefas para manter tudo em seu devido lugar, limpo e organizado se multiplicam. Principalmente quando se tem crianças pequenas em casa, afinal, elas demandam muita atenção e as instituições de ensino estão fechadas, aplicando aulas apenas à distância em alguns casos. Então, lá vem lição para ajudar, o preparo das refeições, a hora da alimentação, tomar conta dos pequenos… são tantas responsabilidades que fica difícil listar todas.

Tudo isso pode ocasionar um cenário verdadeiramente caótico dentro de casa, e então se faz necessário estabelecer estratégias para não tornar o isolamento social ainda mais estressante do que já é por natureza e evitar comportamentos e situações nocivas à saúde mental das mães.

Confira algumas dicas para lidar com a quarentena em família

1 – Divisão das tarefas

Se você tiver um parceiro ou uma parceira com você na liderança da família, é preciso conscientizar essa pessoa de que você não é uma super-heroína e não é a única responsável por todo esse trabalho. Afinal, todos moram, todos sujam e todos comem. Assim, todos devem limpar, organizar, fazer lista de compras e preparar as refeições. Incluindo as crianças e adolescentes.

Se preciso, para designar melhor as tarefas de cada membro da família, crie um quadro ou uma tabela de atividades com o nome do responsável e prazo para a sua realização. A cada semana atualize essa relação de afazeres alternando os encarregados para que eles possam aprender novas habilidades.

A coparticipação é muito importante para não sobrecarregar as mães e também para trazer visibilidade aos esforços que normalmente não são reconhecidos e valorizados por quem não desempenha as tarefas.

2- Foco no home office

Se você tem crianças pequenas em casa, sabe muito bem que é quase impossível estar 100% desligada dos filhos quando todos estão em um mesmo ambiente. Você fica preocupada se todos estão bem, se os menores não estão correndo algum risco, se estão com fome, aprontando alguma… Sem falar nas interrupções que acontecem a qualquer momento, incluindo naqueles mais inapropriados. Então, tenha a certeza de que em alguns momentos as coisas não vão sair conforme o planejado. E tudo bem! Tente estabelecer regras quanto ao seu trabalho, tenha um lugar onde você fique isolada dos outros moradores e programe pausas no trabalho ao longo do dia para dar um pulinho para ver como estão as coisas. E, se por acaso, acontecerem imprevistos como ter uma reunião interrompida ou ter que se ausentar das atividade por alguns instantes, não tem problema. É só ter jogo de cintura para explicar para a gestão e aos colegas o que está acontecendo. Todos entenderão que essas adversidades acontecem e não vão te culpar por isso. Possivelmente, essas pessoas também podem estar passando pelo o mesmo que você.

3- Reduza sua jornada de trabalho

Muitas empresas disponibilizaram, além do home office, a possibilidade de seus colaboradores reduzirem a jornada de trabalho. Certifique-se se sua empresa adotou essa medida e, caso não, é válido perguntar se essa poderia ser uma alternativa. Até porque, perguntar não ofende e usufruir de um benefício como esse pode, inclusive, te tornar uma profissional mais produtiva e focada do que seria se estivesse com sobrecarga de atividades, sem descanso e sem autocuidado.

4- Entretenimento dos filhos

Uma das maneiras de evitar, ou ao menos diminuir, as interrupções dos filhos que acabam atrapalhando o desenvolvimento das suas atividades do trabalho, é mantê-los ocupados. Caso eles estejam tendo homeschooling, a chamada educação domiciliar, as coisas ficam bem mais fáceis. Mas se a criançada está sem ocupação neste momento da quarentena, você vai precisar usar a criatividade para deixá-los entretidos e longe do seu local de trabalho dentro de casa.

Entre as dicas mais comuns estão os filmes, séries, leituras, brincadeiras e criação de desenhos. Mas você pode tentar sair do óbvio também para trazer mais variedade às atividades do dia-a-dia das crianças. Lembra das tarefas de casa? Não os poupe de fazer. Crianças podem, tranquilamente, organizar coisas, varrer o chão, lavar a louça, regar as plantas, fazer a cama, dobrar roupas… Assim você os ocupa e também ganha mais tempo livre.

Outra alternativa bem legal é recomendar que eles visitem – de forma digital, é claro – museus e galerias de todo o mundo que disponibilizaram seus acervos para apreciação pela internet. Entre as instituições que liberaram este recurso, estão grandes nomes como Museu da Imagem e do Som (MIS), Louvre, Museu Arqueológico de Atenas, Museu do Vaticano, Pinacoteca de Brera e muitas outras.

5- Atividades em família

Quando possível, reserve um tempo para as atividades coletivas. Deixar claro para as crianças que você trabalha, mas ainda tem tempo para momentos de diversão com elas pode ajudá-las a compreender que você se dedica a elas e diminuir os riscos delas quererem sua atenção quando você não está disponível.

Jogos de tabuleiro e de perguntas, brincadeiras no quintal, fazer artesanato, desenhar, cozinhar em conjunto, assistir programas divertidos… Todas essas são opções pra lá de divertidas tanto para as crianças quanto para os adultos.

6- Cuide de você

Cuidar é quase um modo automático das mulheres que são mães. Mas entre os cuidados, você não pode se esquecer de você. Se sua saúde mental e equilíbrio emocional não estiverem em bom estado, nem a casa, nem os filhos e muito menos o trabalho ficarão como devem estar. Coloque o seu autocuidado em prioridade praticando alongamentos, exercícios físicos e meditação. Reserve um tempo para fazer tudo aquilo que te faz bem, que pode ser dormir até mais tarde quando possível, tomar um vinho, assistir coisas que te interessam ou tirar uns instantes para hidratar os cabelos, fazer as unhas e tomar sol em um local seguro.

7- Seja compreensiva consigo mesma

Não tente alcançar a perfeição. Isso não existe. As coisas vão dar errado. Você vai querer fugir em alguns momentos. Você vai se decepcionar com a falta de colaboração das pessoas… Mas tudo isso faz parte! O mais importante é você reconhecer que fez tudo o que estava ao seu alcance e deu o seu melhor para as coisas fluírem da melhor maneira possível. Não se cobrar demais e ser empática consigo mesma será essencial para você superar essa fase tão desafiante. Mantenha o otimismo, tudo vai passar!